Sem nome para disputar Governo, PSDB de MT prioriza chapa proporcional

Da redação

Para o PSDB em Mato Grosso, o ano eleitoral é de incertezas. O partido ainda não definiu se vai apresentar candidato ao Governo do Estado ou se vai manter apoio a Mauro Mendes (DEM), caso ele decida disputar a reeleição. Também não há acordo para apoiar os nomes dos atuais pré-candidatos ao Senado nem definiu um nome da própria sigla à disputa.

 

O deputado estadual Wilson Santos, candidato à reeleição, disse nesta quinta-feira (13.01) que o partido está focado na formação de chapas proporcionais. Afinal, são 8 vagas na Câmara dos Deputados e 24 na Assembleia Legislativa.

 

“O PSDB, até o momento, não tem candidato ao Senado nem ao Governo. Nenhum filiado manifestou o desejo de disputar estas duas posições. O partido está se movimentando para formar uma chapa forte para deputado federal e estadual. Tudo será definido nas convenções”, disse.  O único nome confirmado no PSDB é de João Dória, como pré-candidato a presidente da República.

 

As convenções partidárias devem ocorrer entre 20 de julho e 5 de agosto, quando todas as legendas devem oficializar a escolha de seus candidatos. Os registros de todas as candidaturas devem ser solicitados até 15 de agosto.

 

Sobre novas filiações, o deputado deixou escapar o convite feito ao secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto Dois a Um. Ele já anunciou interesse em disputar uma vaga no parlamento estadual.

 

“Já disse a ele que ‘a história da Secel se divide em duas partes: antes e depois do Beto. O que ele produziu num curto espaço de tempo é inacreditável. As bases do setor produtivo-cultural, em particular, da música, o querem como candidato. É jovem, sangue novo, inteligente, ficha limpa. Fizemos o convite e ele está avaliando”, disse

Rufando Bombo

Matéria anterior

Filha de Ex-senadora pode disputar Senado pelo Cidadania

Próxima matéria

Trânsito da parte inferior da trincheira Jurumirim será liberado nesta sexta-feira

[gs-fb-comments]