Relatório de Comissão conclui que Emanuel praticou improbidade administrativa e vai pedir abertura de cassação do mandato

DA REDAÇÃO IGOR MORENO

A Comissão Especial da Câmara de Cuiabá apresentou seu relatório final nessa terça-feira(23), e concluiu que Emanuel Pinheiro (MDB) praticou improbidade administrativa, e portanto deve ser afastado em definitivo do cargo por meio de um impeachment.

Na quinta-feira (25), os vereadores deverão votar novamente a abertura de uma comissão processante, dessa vez levando em consideração o relatório, o requerimento não deve ser barrado, como foi por três vezes nas últimas semanas.

O principal ponto levantado pela comissão, presidida por Edna Sampaio (PT), foram as indicações para cargos na área da saúde. Desde o início de sua gestão, Pinheiro não havia realizado concursos para a área, mas as contratações aconteciam em massa. De acordo com a comissão, o prefeito sabia dessa situação, então dessa vez não vai ter como jogar a culpa no secretário. Além disso, o pagamento sem critério aparente do “Prêmio Saúde” para diversos funcionários temporários, também foi considerado um ato de improbidade administrativa.

Parece que dessa vez Emanuel não vai se safar, e esse cabide de empregos que ele tentou fazer na secretaria de saúde vai custar caro…

Rufando Bombo

Matéria anterior

Emanuel Pinheiro agradece a lealdade de Stopa, veja o vídeo

Próxima matéria

Pivetta volta a assumir o Governo por três dias neste domingo

[gs-fb-comments]