Popó Pinheiro tentou “safar-se” da Operação Fake News

DA   REDAÇÃO

O empresário Marco Polo de Freitas Pinheiro – popular Popó Pinheiro, com medo de ser preso, tentou impedir a deflagração da operação policial, bem como, propôs entregar seu aparelho celular à Justiça.

Na manhã de hoje (14.12), a Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI)., deflagrou a Operação Fake News, com o objetivo de desarticular possível associação criminosa envolvida em crimes de calúnia, difamação, injúria, perseguição e falsa identidade contra empresários, servidores e agentes públicos do Estado, entre eles, o governador Mauro Mendes (DEM) e sua esposa, primeira-dama de Mato Grosso Virgínia Mendes

Rufando Bombo

Matéria anterior

Filha de Ex-senadora pode disputar Senado pelo Cidadania

Próxima matéria

Trânsito da parte inferior da trincheira Jurumirim será liberado nesta sexta-feira

[gs-fb-comments]