Dose de reforço: saiba em quanto tempo é atingida a proteção e tire dúvidas sobre a vacinação

O Globo

O infectologista Gustavo Adolfo Passos, do setor de Doenças Infectoparasitárias do Hospital Universitário Pedro Ernesto, explica a importância da terceira dose:

— Estudos já mostraram, principalmente em Israel, que, principalmente nas pessoas que tiveram Covid lá no início da pandemia e que foram vacinadas nas primeiras doses, caiu bastante a quantidade de anticorpos. Por isso, é interessante fazer a vacinação novamente.

O GLOBO reuniu as principais dúvidas sobre a dose de reforço. Confira abaixo as respostas da Secretaria municipal de Saúde sobre a imunização.

Quem toma dose de reforço fica protegido em quantos dias?

Em geral, 15 dias após a aplicação da dose de reforço é atingida a proteção.

Há possibilidade de a secretaria antecipar a dose de reforço para três meses de intervalo para toda a população?

No momento, não há esta previsão.

É possível antecipar a dose de reforço até o intervalo mínimo de três meses em casos de viagem, problemas de saúde e outras questões pessoais?

É possível antecipar a dose de reforço até o intervalo mínimo de três meses em casos de viagem, problemas de saúde e outras questões pessoais.

Quem já tomou a dose de reforço da Janssen vai tomar a terceira dose?

A Janssen tem esquema vacinal de dose única. A dose de reforço (DR) já é na segunda aplicação, e pode ser feita com a própria Janssen ou com vacina de outro fabricante.

Quem testou positivo antes da dose de reforço poderá tomar a vacina quando?

O recomendado é que a dose da vacina seja aplicada 28 dias após o início dos sintomas ou do teste positivo, no caso de pacientes assintomáticos.

Quando poderá tomar o reforço quem tomou a CoronaVac há menos de quatro meses? É possível adiantar o reforço nesse caso?

A orientação do Ministério é de que a dose de reforço (DR) deve ser aplicada quatro meses após a segunda dose (D2), independentemente da vacina tomada no esquema primário.

Quem tomou duas doses da Pfizer deve tomar reforço com Pfizer ou uma diferente? E no caso da AstraZeneca? Qual é melhor nesse caso?

Atualmente, no município do Rio, a pessoa pode escolher que vacina tomar, desde que haja disponibilidade no posto. A recomendação da SMS é que a DR seja dada com dose heteróloga, ou seja, diferente da vacina usada nas doses anteriores.

O infectologista Alberto Chebabo, integrante do comitê científico da prefeitura, explica que não há nenhuma recomendação específica de que a vacina para a terceira dose tenha que ser diferente.

— Ela pode ser diferente, mas não tem que ser obrigatoriamente diferente das vacinas que foram feitas nas primeira e segunda dose, com exceção da Coronavac. Para quem fez Pfizer, pode usar Pfizer ou AstraZeneca. Para quem fez AstraZeneca, a gente tem recomendado fazer Pfizer preferencialmente, mas eventualmente até uma terceira dose de AstraZeneca tem sido feita em alguns locais.

Para mulheres que estão tentando engravidar ou grávidas que tomaram a 1ª e 2ª dose da Pfizer, qual vacina devem tomar na 3ª dose?

A vacina usada em gestantes é a Pfizer.

Quanto tempo depois de tomar a vacina a pessoa pode doar sangue?

Sete dias depois.

Rufando Bombo

Matéria anterior

Filha de Ex-senadora pode disputar Senado pelo Cidadania

Próxima matéria

Trânsito da parte inferior da trincheira Jurumirim será liberado nesta sexta-feira

[gs-fb-comments]