• 23 de outubro de 2019

Vereador apresenta Projeto de lei que reforça necessidade de proteção ao idoso no transporte coletivo

Da Redação com  Assessoria

O vereador Dilemário Alencar (PROS) apresentou na sessão desta quinta-feira (16), na Câmara Municipal de Cuiabá, projeto de lei que torna obrigatória a fixação de placas nos ônibus do transporte coletivo urbano, unidades de saúde, bancos e repartições públicas, com dizeres advertindo que “desrespeitar, negligenciar ou prejudicar idosos é crime”.

“Lamentavelmente ainda existe muito desrespeito com os nossos idosos. Cito como exemplo o desrespeito nos ônibus do transporte coletivo, que é muito grande. A ideia da fixação de cartazes com essa advertência é uma forma de reforçar o cumprimento do Estatuto do Idoso”, explicou o vereador Dilemário.

O parlamentar pontuou que a população da terceira idade tem crescido muito nos últimos anos, mas, apesar da existência de muitas leis que amparam a pessoa idosa,  há muito ainda que a sociedade amadurecer sobre o respeito aos idosos, bem como a forma como são tratadas essas pessoas.

“Respeitar o idoso é respeitar o nosso próprio futuro, visto que todos nós seremos idosos um dia. Portanto, o idoso tem que ser respeitado em todos os lugares em que ele estiver presente. Essa lei de minha autoria visa levar a essa conscientização, fixando em todas as unidades de saúde, bancos, repartições públicas e nos ônibus do transporte coletivo cartazes advertindo que desrespeitar o idoso é crime”,  disse Dilemário.

O projeto de lei segue para tramitação nas comissões pertinentes da Câmara Municipal. Recebendo o aval das comissões quanto a sua legalidade, será votado pelos vereadores, podendo se tornar lei se for aprovado pela maioria e sancionado pelo chefe do executivo municipal.

FOTO ILUSTRATIVA

Rufando Bombo

Matéria anterior

Revista época revela: Parentes de Bolsonaro devolviam 90% dos salários, veja aqui

Próxima matéria

“Só parcerias com os Municípios pode tirar MT da UTI” diz Mauro Mendes durante evento na AMM

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *