Por segurança Banco Central limita Pix e cartão de débito a R$ 1 mil à noite

FOLHAPRESS

 

Atendendo a pedido das instituições financeiras, o BC Banco Central anunciou nesta sexta-feira (27) uma série de mudanças nas regras dos pagamentos e transferências eletrônicas, entre eles o Pix. O objetivo, segundo a autarquia, é aumentar a segurança e reduzir a vulnerabilidade dos sistemas às ações de criminosos.

Entre as medidas, está a determinação do limite de R$ 1.000 para operações com Pix, cartões de débito e TED (Transferência Eletrônica Disponível) entre pessoas físicas – incluindo microempreendedor individual – entre 20h e 6h, inclusive para transações entre contas do mesmo banco.

Depois do lançamento do novo meio de pagamento, em novembro do ano passado, bandidos têm tirado vantagem da facilidade e da rapidez do Pix para aplicar golpes ou para pedir que a vítima transfira grandes quantias rapidamente durante roubos ou sequestros.

Rufando Bombo

Matéria anterior

Redução na telefonia; Contas de celular e internet vão ter desconto de até 52% no valor do ICMS em 2022

Próxima matéria

Nota Cuiabana sorteia R$ 80 mil em prêmios nesta segunda-feira