• 21 de fevereiro de 2020

Por 17×7 Câmara autoriza prefeito realizar novo empréstimo de R$ 100 mi

A Câmara Municipal de Cuiabá aprovou por 17 votos a 7 o projeto de lei que autoriza o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB)  a contrair empréstimo de R$ 100 milhões, junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Segundo o Executivo, o montante será destinado às obras de asfaltamento em 19 bairros, totalizando 55 quilômetros de pavimentação, além de drenagem da água da chuva e calçadas.

A oposição se posicionou contrário, questionando a capacidade da gestão municipal em contrair mais um empréstimo. O vereador Diego Guimarães (PP) lembrou da gestão Silval Barbosa, no Estado, que é acusada de ter endividado e causado uma crise financeira em Mato Grosso. 

A oposição também reforçou o rebaixamento da nota da capacidade de pagamento da capital mato-grossense de B para C. 

Já a base governistas disse que o empréstimo seria para beneficiar a população cuiabana de 19 bairros e que o município tem “‘saúde financeira” para fazer o empréstimo. 

O vereador Dilemário Alencar (Pros) apresentou uma emenda para que os nomes dos 19 bairros fossem inclusos no projeto de lei do empréstimo. Porém, vereadores da situação retiraram a assinaturas da emenda. 

Quando o projeto foi apresentado, o prefeito justificou que o empréstimo não prejudicará as finanças de Cuiabá. 

“É um novo investimento que estamos buscando para ampliar o nosso atendimento com obras de asfaltamento. A possibilidade desse recurso nos foi apresentada e, após uma série de análises, entendemos que temos as condições necessárias para trazê-lo para Cuiabá. Isso é fruto de um trabalho responsável que temos feito no âmbito das contas públicas, o que nos permite ter um equilíbrio fiscal e abrir portas como essa junto ao BNDES”, disse. 

Os bairros ainda não foram definidos, mas serão nas regiões periféricas da Capital. O investimento será usado no programa Minha Rua Asfaltada, que já atendeu 47 bairros apenas em 2019.

FONTE A GAZETA PABLO RODRIGO

Rufando Bombo

Matéria anterior

Presidente do Hospital Geral comprova com documentos que prefeitura de Cuiabá não repassou pagamentos para a instituição , veja aqui

Próxima matéria

PPA Unimed Cuiabá reforça alerta sobre cesáreas desnecessárias no fim de ano

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *