Politica

Sucessão 2018 : Partidos da base Governista fazem reunião , para fortalecer projeto de reeleição de Taques

RepórterMT

Visando fortalecer entre os partidos da base governista o projeto de reeleição de  Taques, a cúpula do PSDSB e aliados de 12 partidos ser reuniram no fim da manhã desta sexta-feira (17) para alinhar o discurso e consolidar o nome do governador Pedro Taques (PSDB) como candidato à reeleição no pleito de 2018.

“Nós discutimos o cenário político atual, discutimos o Governo, fizeram críticas construtivas sobre o que precisa ser mudado e vamos trabalhar nesse sentido”, disse Taques.

Estiveram presentes os líderes do PSD, DEM, PSB, SD, PPS, PRB, PMN, PEN, PSDC, PSC e PRTB, e todos garantiram que os trabalhos a partir de agora será mostrar as melhorias feitas pelo governador no Estado e com isso alavancar ainda mais seu nome rumo ao próximo pleito.

O governador aproveitou para comentar sobre as críticas que tem recebido quanto à necessidade de melhorar a gestão pública e poder contar com o apoio da maioria.

“Nós discutimos o cenário político atual, discutimos o Governo, fizeram críticas construtivas sobre o que precisa ser mudado e vamos trabalhar nesse sentido”, disse Taques.

Questionado pelo deputado federal Nilson Leitão (PSDB) sobre a possibilidade de ele dizer não ao projeto de reeleição, ele se limitou a dizer que “2018 é em 2018. Lá veremos”.

Taques também falou sobre as estratégias para não sofrer resistência quanto às medidas impopulares, que estão para ser encaminhadas à Assembleia Legislativa, como o projeto do limite de gastos do governo, que afeta diretamente o congelamento de salários de servidores e também investimentos na área de saúde.

“Temos que mostrar todas as medidas e explicá-las para a população. Afinal de contas, quem quer irresponsabilidades não está desse lado do grupo”, asseverou.

Já Leitão, ressaltou que além disso, a ideia dessa reunião é poder encontrar estratégias para aglutinar novas legendas e assim ganhar força para combater um pleito que pode se mostrar forte no ano das eleições.

Leitão negou que o encontro tenha sido em decorrência de as legendas de oposição terem se encontrado no começo da semana e afirmou que foi um pedido da base. “Foi um pedido feito para que nós nos reunimos a cada 30 dias. É um pedido de todos os aliados”, disse o deputado.

Ao final, Leitão, que é presidente estadual do PSDB, afirmou que a reunião serviu também para que exista um alinhamento no discurso na defesa do Governo, que nos últimos dois anos vem sofrendo diversos ataques, de agentes políticos, além de servidores públicos descontentes.

RepórterMT

Reunião Taques

 Reunião da cúpula do PSDB com mais 11 partidos que decidiram apertar o cerco em defesa do governador Pedro Taques

Mostrar +

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close