Politica

Novela sem fim, Botelho pede mais prazo para comissão analisar requerimentos de pedidos de CPI dos Grampos

72 HORAS

Eduardo Botelho (DEM), afirmou que dará parecer sobre os requerimentos para instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Grampos em 72 horas. Segundo o deputado, a mudança foi feita por pedido do próprio Procurador Geral.

“Eu criei uma comissão, composta pelo Procurador Geral e dois consultores, e eu tinha pedido 24 horas. Mas eles se reuniram comigo ontem à noite e falaram que esse prazo é muito curto pra eles, uma vez que vão ter que assistir toda a sessão novamente, vão ter que pegar as gravações, assistir, anotar tudo, estudar a jurisprudência, o regimento, e que seria um prazo muito curto. Então nós ampliamos isso pra 72 horas pra que eles pudessem fazer um estudo amplo e apresentar um parecer bem técnico e imparcial pra nós”, disse, no programa ‘Tribuna’, da Rádio Vila Real, na manhã desta quarta-feira (8).

O presidente optou por pedir um parecer ao procurador-geral por entender que, durante a sessão, não pode identificar se o requerimento do deputado Wilson Santos (PSDB) tinha ou não as assinaturas necessárias para instauração da CPI. Caso seja constatado que ele não possuía o número de assinaturas suficientes, passa a valer o requerimento de Janaína Riva (MDB), ou seja, a CPI será instaurada antes das eleições.

“Ontem o deputado Wilson Santos protocolou um requerimento, e em seguida a deputada Janaína também protocolou. O problema é que a deputada Janaína alega que o requerimento do deputado Wilson Santos não tinha as assinaturas. Então eu realmente não tinha como, no momento ali, naquela tensão, um chamando pra cá, outro chamando pra lá, e conduzindo a sessão, eu não tive condições de dizer se tinha assinatura ou não”, afirmou.

FONTE: OLHARDIRETO

FOTO: SECOM-AL-MT

Mostrar +

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close