Politica

Decisão sobre afastamento de Emanuel Pinheiro, estar nas mãos da juíza Célia Vidotti

GD/ Karine Miranda

 

Está nas mãos da juíza da Vara Especializada de Ação Civil Pública e Ação Popular, Célia Regina Vidotti, a responsabilidade de julgar a ação de improbidade administrativa ingressada pelo Ministério Público do Estado (MPE) que pode culminar no afastamento do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, do cargo. O processo tramita em segredo de justiça.

O MPE ingressou com duas ações de improbidade administrativa, na última sexta-feira (27), em razão das acusações de que Emanuel teria recebido propina do ex-governador Silval Barbosa (sem partido), na época em que era deputado estadual, para apoiar as ações do Executivo.

Também foram alvos do MP o ex-secretário de Estado da Casa Civil, Pedro Nadaf, citado na mesma ação contra Emanuel, além da prefeita afastada de Juara, Luciane Bezerra (PV). Além do afastamento de Emanuel, o MPE requereu o bloqueio de bens dos três citados em até R$ 37 milhões.

Mostrar +

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close