Politica

Alvos de Operação , deputados vão explicar sobre suspeita de propina em coletiva nesta Terça-Feira na AL

Alvos de mandados de busca e apreensão em suas residências e gabinetes na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), os deputados Mauro Savi e Eduardo Botelho (ambos do PSB) não vão se manifestar sobre a operação Bereré, deflagrada na madrugada desta segunda-feira (19) contra eles e que apura esquema de propina no Departamento Estadual de Trânsito (Detran), no período em que Silval Barbosa era o governador do Estado.

Os parlamentares, por meio de suas assessorias de imprensa, informaram que iriam se posicionar ainda nesta segunda-feira, sendo que Botelho falaria no período da tarde.

Por volta de 9h55, a assessoria jurídica de Mauro Savi informou à reportagem, que se encontra na Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), que somente a Presidência da Assembleia Legislativa falaria com a imprensa a respeito da operação.

O deputado Eduardo Botelho, por sua vez, que é o presidente do Legislativo estadual, informou, por meio de assessoria, que as explicações sobre o caso somente serão dadas durante uma coletiva a ser realizada na terça-feira (20), em horário ainda a ser confirmado. A informação foi repassada às 10h07.

A GAZETA DIGITAL

Mostrar +

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close