• 23 de outubro de 2019

Politica de inclusão: Assembleia contrata jovens portadores de Síndrome de Down iniciativa já inspirou mais três estados: São Paulo, Ceará e Pernambuco

ASSESSORIA

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), carimbou no dia 21 de março passado, Dia Internacional da Síndrome de Down, em plenário, que o Poder Legislativo de Mato Grosso foi o primeiro do País a contratar para o seu quadro de servidores, pessoas com síndrome de Dow.

Botelho fez um comunicado durante sessão plenária para informar que o programa pioneiro da ALMT já inspirou três estados brasileiros: São Paulo, Ceará e Pernambuco.

“Instituímos o programa de inclusão social com as primeiras contratações para o período de 2017/2019, com o Centro Integrado Escola Empresa (CIEE) e agora queremos ampliar o programa com mais seis vagas”, disse o presidente da Assembleia.

O programa possibilita a oferta de vagas de estágio para alunos com síndrome de Down regularmente matriculados no ensino médio e que tenham mais de 17 anos. O programa de estágio oferta bolsa de um salário mínimo mais o vale-transporte, para uma carga horária de 20 horas semanais. O projeto tem como objetivo atender a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (lei nº 13.146/2015) e assegurar a inserção os portadores da síndrome no mercado de trabalho.

Na ALMT, as estagiárias Marília Freitas de Lima e Karen Aline Peno, de 21 e 23 anos, respectivamente, chegaram em 2017 e hoje comemoram. “Estou muito feliz, amando a Assembleia Legislativa”, disse Marília, que complementou: “feliz e realizada, aprendi bastante, quero continuar trabalhando aqui”.

Karen Peno realiza suas atividades na Secretaria de Gestão de Pessoas e atua no arquivo de processos, atendimento de telefone e entrega de crachás aos servidores. Marília Freitas presta serviço na Procuradoria-Geral e faz tarefas semelhantes a da colega de trabalho Karen Peno.

FOTO PAULO HENRIQUE RONDON

Rufando Bombo

Matéria anterior

Maia diz que governo não pode ‘terceirizar a articulação’ no Congresso

Próxima matéria

Adoção: Primeira-dama de MT é empossada madrinha afetiva da Ampara

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *