Policia

Violência sem fim ; Professor da UFMT está na UTI após ser espancado durante assalto

O professor Paulo Ricardo Campos, de 37 anos, está internado na UTI do Pronto-Socorro de Barra do Garças, vítima de espancamento durante suposto assalto ocorrido na madrugada de ontem (27), no Conjunto Habitacional Ouro Fino, em Barra do Garças, e, mas o professor foi localizado desacordado no setor Araguaia, em Aragarças (GO).

Segundo a Polícia Militar de Goiás, o professor, que é portador de necessidades especiais (deficiente auditivo) e leciona Libras no câmpus universitário da UFMT de Barra, foi encontrado desacordado e com lesões pelo corpo próximo à rampa náutica de acesso ao rio Araguaia, na rua Bruno Pereira Valoes, em Aragarças (GO). Uma pedra, encontrada no local, teria sido usada pelos assaltantes.

Há ainda suspeita de que o professor tenha sido vítima de homofobia. Ele teria sido visto na companhia de pessoas próximo à sede do Senac, no Jardim Domingos Mariano, em Barra do Garças, e depois, encontrado já por volta das 3h30 dessa terça, na cidade goiana, sem documentos.

O carro de Paulo Ricardo, um Ford Fiesta, foi localizado batido pela Polícia Militar no bairro Ouro Fino. O veículo foi abandonado na avenida principal do setor depois de bater em um caminhão gaiola que estava estacionado.

Prisão

Na manhã de hoje (28), a Polícia Militar de Aragarças informou que prendeu um casal, cujos nomes não foram divulgados, suspeito de participação no suposto assalto. Uma terceira pessoa também estaria envolvida no crime, porém, continua foragida. O estado de saúde do professor inspira cuidados, com perfuração no abdome e traumatismo craniano.

Do Rdnerws

Mostrar +

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close