Policia

Traição pelo Whatsapp; esposa atira em sargento da PM, por não deixar que ela olhasse suas mensagens no celular

O sargento da Polícia Militar, identificado como Marcelo Gonçalves da Silva, foi atingido por quatro tiros disparados pela esposa. A ação ocorreu após uma discussão, na noite de segunda-feira (30), no bairro Padre Rodolfo, em Rondonópolis (215 km ao Sul de Cuiabá). O desentendimento teria acontecido quando a mulher pediu para que o marido deixasse que ela acessasse as mensagens no celular.

 

Conforme relato da suspeita no boletim de ocorrência, ela e o marido discutiram por motivo fútil. O casal estava em casa, quando a mulher pediu para a ver as mensagens do marido no Whatsapp. Porém, a vítima negou e disse que não iria deixar que a esposa mexesse no seu aparelho.

 

Após a insistência da mulher, o militar disse que não aguentava mais a situação e que iria sair de casa. Diante disso, a suspeita subiu na cama ,onde o filho de 4 anos dormia, pegou a pistola da vítima, que estava em cima do guarda-roupas, e atirou várias vezes no sargento.

 

A mulher contou que não sabe ao certo quantos ferimentos causou na vítima. Após a tentativa de homicídio, o filho do casal saiu correndo de casa.

 

Logo em seguida, a suspeita colocou o militar no carro e o levou até a base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele foi levado ao Hospital Regional de Rondonópolis para receber atendimento médico. O policial passou por cirurgia e não corre risco de morte.

 

Já a suspeita foi levada até a 1ª delegacia de polícia para prestar depoimento ao delegado de plantão. Ela foi atuada em flagrante por tentativa de homicídio e deverá passar por audiência de custódia na tarde desta terça-feira (31). O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

FOTO: REPRODUÇÃO

Mostrar +

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close