Policia

PM prende oito motoristas embriagados em seis cidades de Mato Grosso

Oito motoristas que dirigiam embrigados foram presos, entre a noite de sexta-feira (1) e domingo (19). As prisões foram feitas em 6 cidades. Algumas delas condutores foram presos após acidentes no trânsito. Não foi registrado morte e uma pessoa ficou ferida.

 

 

As prisões foram feitas durante o policiamento de rotina que a PM faz nas ruas e avenidas. Em alguns casos, os policiais foram acionados, em outros flagraram os motoristas bêbados dirigindo.

 

Leia também – Homem é preso por agredir namorada com a ajuda da mãe

 

Em Várzea Grande, na MT-351, acesso a Nossa Senhora do Livramento, policiais prenderam o motorista que dirigia um caminhão Mercedes Benz visivelmente bêbado. O veículo estava carregado de animais (bovinos) e fazia zigue-zague na pista colocando em risco a vida do próprio condutor, M.D.P.C., 30 anos, e de outras pessoas. Por pouco, narram os policiais, não atingiu a viatura.

 

Ao prendê-lo, no início da noite de sábado (18), os policiais ainda descobriram que ele não possui carteira de habilitação (CNH). O teste do bafômetro apontou 0,98mg/l de álcool (mais de três vezes o índice mínimo para considerar crime, que é 0,34mg/l).

 

Em Cuiabá, no cruzamento das ruas Barão de Melgaço e Voluntários da Pátria, área central, na madrugada de domingo (19), por volta das 2h, uma mulher foi presa. F.S., 29 anos, provocou uma colisão, sem vítima. A PM foi acionada constatou que a condutora estava bêbada e no momento do acidente ainda estaria falando ao celular. O teste apontou 0,70mg/l. Ninguém ficou ferido.

 

Ainda em Cuiabá, policiais militares prenderam E.S.A., 25 anos, por volta das 7h30 de domingo (19), na avenida principal do Parque Nova Esperança, região do Coxipó. Ele colidiu o carro que conduzia, um GM Classic, na traseira de outro carro. O acidente aconteceu em um quebra-molas. Não houve vítima, mas a PM prendeu o motorista do Classic porque estava embriagado. O teste de bafômetro dele indicou 0,87mg/l.

 

Em Rondonópolis (219 km de Cuiabá) ocorreram duas prisões, ambas do sábado (18), no início da noite. Em uma avenida da área central A.M.S., de 34 anos, colidiu o carro na traseira de outro veículo que aguardava o semáforo abrir. Ele recusou fazer o teste do bafômetro, porém os policiais o prenderam e elaboraram o termo de constatação tendo em vista que o homem estava visivelmente bêbado.

 

 

Também em Rondonópolis, na madrugada de sábado (18), ocorreu a prisão de E.A.S., de 39 anos. Ele estava dirigindo um veículo modelo Onix visivelmente embriagado quando uma guarnição que fazia o policiamento no bairro o flagrou. O teste feito apontou 0,64mg/l de álcool, ou seja, crime por dirigir embriagado.

 

Já em Jaciara, no bairro Planalto, P.M,B.S., 26, acabou preso na tarde de domingo (19), depois de cair de uma motocicleta. Ele estava na companhia de um amigo, ambos sofreram lesões e foram levados para o hospital local. O condutor estava embriagado e acelerou a motocicleta ao perceber a aproximação dos policiais. O teste do bafômetro dele apontou 0,67mg/l.

Em Guiratinga, policiais do 2º Pelotão da PM prenderam A.G.B.G.,18, por embriaguez ao volante.

 

Os policiais o flagraram pilotando uma motocicleta enquanto bebida cerveja. Em uma das mãos segurava a direção da moto e na outra mantinha a garrafa de cerveja. Essa prisão foi na noite de sexta-feira (17), por volta das 21h30.

 

Na cidade de Sinop, na madrugada de sábado (18), por volta da 1h30, ocorreu a prisão de I.S.N.J., 37, depois que ele bateu o carro que conduzia, um Gol, em sete veículos que estavam estacionados na Avenida Júlio Campos, uma das principais e mais movimentas vias na cidade.

 

O motorista infrator foi a única pessoa a se ferir, apresentava lesões leves. Ele confessou que havia bebido, mas recusou fazer o teste do bafômetro. A partir dos sinais visíveis, estaria cambaleando e falando enrolado, os policiais fizeram o auto de constatação de embriaguez e o prenderam.

 

Todos os motoristas presos foram levados para delegacias. Além de responder criminalmente, são obrigados a pagar multas de aproximadamente R$ 3 mil, mais a fiança (valor variável), têm a CNH apreendida e ficam proibido de dirigir.

 

(Com informações da assessoria)

FOTO PMMT

Mostrar +

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close