Policia

Empresário acusado de agredir médica Camila Campagnolli se apresenta e é preso E foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Cuiabá.

O empresário Marcos César Martins Campos, de 34 anos, acusado de espancar a ex-esposa, a médica Camila Campagnolli Tagliari Campos, de 29 anos, se entregou no Fórum de Cuiabá na noite de terça-feira (31) e está detido.

 

A informação foi confirmada pela defesa do empresário e pelo Ministério Público Estadual (MPE). A agressão ocorreu no dia 29 de março, no bairro Duque de Caxias, em Cuiabá.

 

Marcos estava com mandado de prisão em aberto desde o dia 27 de abril e era considerado foragido da Justiça.

 

Conforme o MPE, o empresário foi encaminhado ao Centro de Ressocialização de Cuiabá (antigo Carumbé).

 

A defesa de Marcos deve entrar com um pedido de relaxamento da prisão preventiva nesta quinta-feira (02).

 

A justificativa é de que o empresário não oferece riscos a ex-mulher e pode responder o processo em liberdade.

 

Prisão preventiva

 

O juiz Jamilson Haddad Campos decretou a prisão preventiva do empresário após a tornozeleira eletrônica que ele utilizava desde o dia da audiência de custódia sobre a agressão ter supostamente ficado sem bateria.

 

A defesa de Marcos César Martins Campos chegou a solicitar que a Justiça revogasse a prisão, sob o argumento de que ele não havia violado a medida restritiva. No entanto, o juiz Jamilson Haddad negou a solicitação.

 

Antes mesmo de o pedido de prisão ser expedido, a Polícia Civil havia concluído o inquérito policial e indiciou o empresário por lesão corporal. O caso foi encaminhado ao Fórum Criminal de Cuiabá.

 

O Ministério Público Estadual analisou os documentos das investigações sobre a agressão e decidiu denunciar o empresário por lesão corporal e ameaça contra a própria esposa.

 

O juiz Jamilson Haddad Campos acatou a denúncia e o empresário passou a ser réu da ação proposta pelo MPE.

 

A agressão

 

O episódio aconteceu quando Marcos e Camila voltavam de um restaurante, onde comemoravam o aniversário dele.

 

De acordo com o boletim de ocorrência, a agressão começou na garagem do edifício onde o casal morava, no bairro Duque de Caixas, em Cuiabá. Eles teriam tido uma discordância antes da briga.

 

No B.O., a médica informou que o marido se descontrolou e passou a agredi-la com puxões de cabelo, tapas e socos.

 

Ela afirmou que perdeu a consciência em razão das agressões e foi levada pelo próprio empresário até o seu apartamento.

 

Segundo consta no boletim, ao chegar ao apartamento, a médica voltou a ser alvo de agressões. O crime foi presenciada pela filha da médica, de 11 anos. A violência culminou em fratura nasal e no rompimento da membrana timpânica direita.

 

No momento em que as agressões cessaram, a mulher contou que teve auxílio de amigos e do porteiro para acionar a Polícia Militar.

 

O empresário foi preso em flagrante e conduzido pela Polícia Militar para a Central de Flagrantes de Cuiabá, onde ele foi indiciado por lesão corporal.

 

No mesmo dia, acompanhado de um advogado, o empresário participou de uma audiência de custódia, com o juiz Marcos Faleiros. O magistrado determinou a soltura do suspeito com uso de tornozeleira eletrônica.

DO MIDIANEWS

Mostrar +

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close