• 28 de fevereiro de 2020

Pode Isso Arnaldo Prefeitura de VG aluga imóvel da mãe do vice-prefeito

A Prefeitura de Várzea Grande possui um contrato de locação de um imóvel que pertence à mãe do vice-prefeito José Aderson Hazama (PRTB).

O contrato, no valor de 74,4 mil, foi firmado em 26 de julho de 2018, na atual gestão de Lucimar Campos (DEM), com término previsto para julho deste ano.

Por mês, o valor pago à Josefa Borges Hazama é de R$ 3,1 mil. O imóvel foi locado com dispensa de licitação, mas não há, no extrato, a justificativa para tanto.

No local funciona a Gerência de Educação em Saúde, localizada na Rua Emanuel Vargas, número 27, no bairro Cristo Rei.

O contrato foi assinado pelo secretário Diogenes Marcondes, da Secretaria Municipal de Saúde.

Questionado sobre o fato, o vice-prefeito afirmou que não vê problema na locação. “Ela aluga esse imóvel para a Secretaria de Saúde há uns 12 anos. Salvo engano, esse contrato iniciou no primeiro mandato de Murilo Domingos”, disse.

Segundo a legislação brasilieira, não há impedimento sobre este tipo de contratação, salvo se houve direcionamento ou qualquer outra vantagem indevida à mãe do vice-prefeito.

Mesmo assim, o fato deve ser questionado do ponto de vista moral, no caso, abrindo brecha para questionamentos quanto os aspectos de favorecimento e vantagens a parentes.

OUTRO LADO

Segundo nota da Secretaria de Comunicação de Várzea Grande, desde o ano de 2008, a prefeitura aluga o imóvel de propriedade de Josefa Borges Hazama.

“O mesmo atualmente serve como local para guarda de medicamentos, sendo que também foi utilizado no passado como Farmácia Popular e Gerência em Educação para Saúde, lembrando que o referido local, por se tratar de guarda de medicamentos exige uma série de condições especiais”, diz a nota.

Segundo a prefeitura, como recentemente foi inaugurado o CADIM – Centro de Abastecimento e Distribuição de Medicamentos e Insumos junto a Sede da Secretaria de Saúde na Avenida da FEB, a mesma está aguardando as adequações finais para o encerramento do referido contrato.

“A Prefeitura informa ainda que o referido contrato, assim como todos os demais realizados pela gestão municipal são auditados e fiscalizados pela Controladoria Geral do Município e por órgãos de controle”.

FONTE MIDIANEWS BRUNO GARCIA / FOTO REPRODUÇÃO

Rufando Bombo

Matéria anterior

Mauro e Wilson passam borracha nas “rusgas” do passado e se tornam aliados , veja aqui

Próxima matéria

Taques rompe o silêncio no caso grampolandia ” Eu quero ser ouvido preso, solto, vivo, morto”

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *