Entenda como surgiu o feriado de 12 de outubro, Dia de Nossa Senhora de Aparecida

G1

Nossa Senhora de Aparecida já havia sido definida no catolicismo como Padroeira do Brasil em 1930, pelo Papa Pio XI. Em 1953, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) escolheu o dia como sendo dedicado a Nossa Senhora de Aparecida por três fatores:

  • pela associação com a chegada dos espanhóis ao continente americano, em 12 de outubro de 1492;
  • porque em outubro de 1717 três pescadores encontraram a imagem da Santa que viria a ser conhecida como Nossa Senhora de Aparecida no rio Paraíba do Sul;
  • e por ser Dia das Crianças.

 

O feriado, no entanto, veio com a visita do Papa João Paulo II ao Santuário de Aparecida, no interior de SP, em 30 de junho de 1980. Na época, o Brasil vivia sob a ditadura militar e o então presidente, general João Batista Figueiredo, sancionou a lei que declarava a data como feriado nacional.

Dia das Crianças não é feriado

 

O Dia das Crianças é mais antigo que o Dia da Padroeira. A data, que originalmente foi chamada de “dia de festa da criança”, foi oficializada em 1924 pelo presidente Arthur Bernardes. Porém, o dia não é um feriado.

Por quê ‘Aparecida do Norte’?

 

O ‘complemento’ ao nome oficial do município paulista, que se chama somente Aparecida em homenagem à Santa, tem origem na instalação da ferrovia entre São Paulo e Rio de Janeiro, que passa pela cidade e começou suas operações em 1877. A princípio, ela era chamada de Estrada de Ferro do Norte.

Além da ferrovia, a localização ‘ao norte’ da capital São Paulo, de onde partiam os visitantes rumo ao Rio de Janeiro, também ajudou a reforçar o nome “Aparecida do Norte”.

Rufando Bombo

Matéria anterior

Redução na telefonia; Contas de celular e internet vão ter desconto de até 52% no valor do ICMS em 2022

Próxima matéria

Nota Cuiabana sorteia R$ 80 mil em prêmios nesta segunda-feira