• 11 de novembro de 2019

E se der pênaltis? Veja o retrospecto de Diego Alves e PV antes de Flamengo x Grêmio

DO GLOBO ESPORTE

Flamengo e Grêmio medem forças nesta quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, naquele que se desenha como o “jogo do ano” para decidir quem representa o Brasil na final da Libertadores. Em um duelo de duas equipes cujos treinadores se orgulham de ter um futebol ofensivo, a vaga pode sair apenas nos pênaltis. E aí, é missão para Diego Alves e Paulo Victor.

+ Você escala: monte um combinado de Flamengo e Grêmio

Os dois goleiros chegam à partida em momentos distintos. O flamenguista vive franca afirmação com Jorge Jesus. O gremista é alvo de críticas constantes e passa por uma fase de instabilidade. Mas ambos carregam um histórico de boas recordações em cobranças de pênaltis na temporada.

Vale lembrar: a semifinal só será decidida nas penalidades se Flamengo e Grêmio voltarem a empatar em 1 a 1, a exemplo do que ocorreu na Arena do Grêmio. A Libertadores leva em conta o critério do gol qualificado. Assim, o Rubro-Negro se classifica com um 0 a 0, e o Tricolor garante a vaga com empate a partir de dois gols marcados.

Veja o retrospecto nos pênaltis de Diego Alves e Paulo Victor no ano:

 — Foto: Infoesporte

— Foto: Infoesporte

O retrospecto em cobranças de pênalti na temporada é favorável ao goleiro flamenguista. De acordo com os dados do Espião Estatístico, Diego Alves encarou 18 pênaltis em 2019: defendeu cinco, viu um bater na trave e sofreu 12 gols. Paulo Victor defendeu três cobranças e levou 12 gols em 15 pênaltis.

O histórico em vagas decididas nos pênaltis é mais equilibrado. Cada um dos dois goleiros enfrentou duas decisões nas penalidades, com uma derrota e uma vitória até aqui. Curiosamente, a eliminação veio para o mesmo adversário e na mesma competição: o Athletico-PR na Copa do Brasil.

Diego Alves até defendeu uma cobrança, de Bruno Nazário. Mas não evitou a derrota por 3 a 1 para o Furacão nas quartas de final, após um empate em 0 a 0 no tempo normal, em pleno Maracanã, com três pênaltis perdidos pelos companheiros, em julho.

Rufando Bombo

Matéria anterior

Estudante de Direito, Gabriela Guimarães é eleita Miss Cuiabá 2020

Próxima matéria

Dia do servidor público; Órgãos públicos não funcionam na segunda-feira

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *