• 14 de dezembro de 2019

Depois do HMC , Arena Encantada vira mais palco de bate e rebate entre Emanuel e Mauro

Um edital publicado no Diário Oficial de Mato Grosso relembrou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) da polêmica entre a prefeitura e governo acerca das festividades dos 300 anos de Cuiabá. Em março deste ano, a Arena Pantanal não pode ser usada para o aniversário da capital, por conta do gramado. “Agora pode? E os cuidados com o gramado?”, questionou Pinheiro, nesta segunda-feira (25).

O edital, publicado na última quinta-feira (21), faz um chamamento público, com dispensa de licitação no valor de 1,4 milhão, para o “Arena Encantada”. O evento organizado pelo Estado irá comemorar as festividades de natal e ano novo, de 5 de dezembro a 5 de janeiro de 2020.

Em abril, a Arena Pantanal seria palco do “Festival 300 Anos” durante três dias. Contudo, a Federação Mato-grossense de Futebol (FMF) e os clubes do Estado alegaram que o festival poderia prejudicar o gramado da praça esportiva, uma vez que a Arena iria sediar as finais do Campeonato Mato-grossense de 2019 e a estreia do Cuiabá na Série B do Campeonato Brasileiro.

Para evitar o risco, a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso não permitiu o uso do local. “O Estado proibiu, em cima da hora, alegando cuidados com o gramado. E agora? Olha o Natal que estão fazendo. Só posso desejar sucesso, que a população se divirta bastante, tenha ganho com isso. Mas com isso vocês observam de que forma o governo está comportando desde o inicio do mandato, com a gestão municipal”, critica Emanuel.

O chefe do executivo municipal ainda ironiza a situação do gramado e cobra da Federação Mato-grossense de Futebol. “Como que vai ser? Ou ninguém vai usar, vai todo mundo flutuar? Ninguém vai pisar no gramado, como é que fica? cadê a Federação Mato-grossense de Futebol, que fez questão de dar apoio para o governo naquele momento, não vai falar nada? Os pés de quem organizam pelo estado são de algodão, que não vai dar nenhum problema para o gramado? é muito injustiça com Cuiabá”, satiriza.

Sobre a rixa do prefeito com o governador Mauro Mendes (DEM), Pinheiro alega não saber qual foi a motivação do democrata nesta troca de farpas pública. Ainda segundo o prefeito, Cuiabá só se prejudica com a inimizade do municipal com o estadual.

“Não sei dizer pra vocês o que é. Não sei o que levou a fazer isso, fui coordenador da campanha dele. Vou ter que perguntar pra Mãe Diná o que fez o governador se comportar dessa forma”, disse.

Outro lado

O governo do Estado explicou que o gramado da Arena não será utilizado para as atrações, a apenas a parte sintética que fica atrás da traves.

Segundo informou, o público não terá acesso ao gramado.

FOTO ROGERIO FLORENTINO

FONTE A GAZETA

Rufando Bombo

Matéria anterior

Governador Mauro Mendes anunciou oficialmente a retomada das obras do Hospital Central e Julio Muller

Próxima matéria

Arena Encanta; Secretária rebate Prefeito de Cuiabá: “O prefeito infelizmente está falando de algo que ele não tem conhecimento, sem ter sequer folheado ou lido o projeto”

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *