• 14 de dezembro de 2019

Cuiabá tem projeto na área de saneamento aprovado pelo Ministério do Desenvolvimento.

Da redação com assessoria

Cuiabá teve aprovado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o enquadramento, como prioritário, do projeto de investimento em infraestrutura no setor de saneamento básico. A autorização para a captação de recursos no mercado financeiro foi concedida pelo órgão federal, por meio da portaria nº 2.797, publicada no Diário Oficial da União na última quarta-feira (27).

A medida tem o intuito de auxiliar na implantação do sistema de abastecimento de água Sul, de um laboratório central para controle de qualidade dos recursos hídricos e de aferição de hidrômetros, além de sistema de gerenciamento e tratamento de lodo das estações de água e de esgoto. 

Também estão no escopo do projeto o estabelecimento dos sistemas de esgotamento sanitário Ribeirão do Lipa e Sul e a construção de um centro de sustentabilidade.O pedido de aprovação foi apresentado pela Iguá Saneamento S/A, em benefício da concessionária Águas Cuiabá, com o objetivo de cumprir as exigências contratuais estabelecidas pela Prefeitura de Cuiabá. 

O prazo da prioridade é de um ano e, caso a retirada dos títulos de créditos (debêntures) não seja feita, a empresa deve comunicar formalmente a Secretaria Nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional.

“Segundo informado pelo próprio Ministério, apenas 18 projetos prioritários de saneamento básico constam como aprovados no órgão federal. A partir de agora, Cuiabá também passa a fazer parte desse seleto grupo. Isso significa a chegada de mais investimento nessa importante área para a qualidade de vida do cidadão. Colocamos o saneamento como uma das nossas prioridades e estamos colhendo os frutos dessas exigências feitas com a concessionária”, explica o prefeito Emanuel Pinheiro. 

Rufando Bombo

Matéria anterior

“Festinha” no Motel acaba com um homem preso e três mulheres agredidas

Próxima matéria

Suspeita de suicídio; Enfermeira é encontra sem vida na porta do hospital Regional de Rondonópolis , leia a nota do Sisma..

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *