• 21 de janeiro de 2020

Cortejo fúnebre de general do Irã tem multidão e gritos de “morte à América”

Por Agencia O GLOBO

Milhares de pessoas participaram, nas ruas da capital do Iraque, Bagdá, do cortejo fúnebre para o comandante militar iraniano Qasem Soleimani, morto em um ataque aéreo dos EUA na quinta-feira (2). O público começou a se reunir desde as primeiras horas da manhã deste sábado (4), agitando bandeiras iraquianas e da milícia, gritando “morte à América”.

A procissão marcou o início dos dias de luto por Soleimani . Seu corpo será devolvido ao Irã para um funeral e enterro em sua cidade natal.

A multidão em Bagdá também estava lá para lamentar a morte de Abu Mahdi al-Muhandis, morto na mesma operação norte-americana. O iraquiano comandou o grupo Kataib Hezbollah, apoiado pelo Irã, e liderou efetivamente as unidades de Mobilização Popular – um guarda-chuva de milícias no Iraque dominado por grupos alinhados com o Irã.

Soleimani
ReproduçãoAos gritos de “Morte à América”, milhares acompanharam o cortejo do general neste sábado

Milhares de pessoas participaram, nas ruas da capital do Iraque, Bagdá, do cortejo fúnebre para o comandante militar iraniano Qasem Soleimani, morto em um ataque aéreo dos EUA na quinta-feira (2). O público começou a se reunir desde as primeiras horas da manhã deste sábado (4), agitando bandeiras iraquianas e da milícia, gritando “morte à América”.

A procissão marcou o início dos dias de luto por Soleimani . Seu corpo será devolvido ao Irã para um funeral e enterro em sua cidade natal.

A multidão em Bagdá também estava lá para lamentar a morte de Abu Mahdi al-Muhandis, morto na mesma operação norte-americana. O iraquiano comandou o grupo Kataib Hezbollah, apoiado pelo Irã, e liderou efetivamente as unidades de Mobilização Popular – um guarda-chuva de milícias no Iraque dominado por grupos alinhados com o Irã.

A procissão deixou Kadhimiya, um distrito xiita de Bagdá, em direção à Zona Verde, onde há prédios e embaixadas do governo e onde o funeral oficial será realizado. O cortejo serpenteava pelas ruas, com pessoas carregando retratos de Soleimani e do líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei.

O primeiro-ministro iraquiano Adel Abdul Mahdi participou do funeral, assim como o chefe das forças pró-Irã no parlamento iraquiano, Hadi Al Ameri, o ex-primeiro-ministro Nuri Al Maliki e vários chefes de facções xiitas.

De acordo com informações iniciais, os corpos dos iranianos seriam levados de avião, no sábado à noite, para o Irã. O país declarou três dias de luto pelo general assassinado, e seu funeral será realizado na terça-feira em sua cidade natal, Kerman.

Apesar do grande cortejo, alguns iraquianos comemoraram, nas ruas de Bagdá, a notícia da morte de Soleimani. Ele foi acusado de orquestrar repressões violentas a protestos pacíficos pró-democracia no país nos últimos meses.

Fonte: Último Segundo – iG @ https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2020-01-04/aos-gritos-de-morte-a-america-multidao-acompanha-cortejo-funebre-de-soleimani.html

Rufando Bombo

Matéria anterior

Eleição suplementar para o Senado; Blairo deve apoiar empresária filiada ao PP, para vaga de Selma Arruda

Próxima matéria

“Sendo bem sincero, falta ao governador calçar as sandálias da humildade” diz Emanuel Pinheiro, veja a entrevista aqui

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *