“Blindada, amada e mimada” diz Suposta pivô de mortes no Paraguai

Carla Rocha O GLOBO

“Blindada, amada e mimada”. Assim Mirna Keldryn Romero, de 22 anos, se define em suas redes sociais. O mundo virutal da jovem paraguaia proporciona um passeio pela vida de famílias ricas e poderosas de Pedro Juan Caballero, capital do Departamento de Amambay. A morena, sempre de cabelos longos, foi flagrada pela polícia do Paraguai dentro da cela de um traficante suspeito de ser sido o mandante da morte de quatro pessoas no sábado (9), entre elas duas brasileiras. Em suas redes sociais,  ela posta fotos com a família — a irmã costuma participar de concursos de miss —, de cerimônias majestosas — como a do próprio casamento em 2019 — e de flashes superproduzida ou de biquíni à beira da piscina. Ela é filha de Oscar Romero, atual secretário de Salubridade e Higiene da cidade  .A presença do pai no poder tem sido uma constante nos últimos anos. Romero já foi intendente de Pedro Juan, o que no Brasil seria o equivalente ao cargo de prefeito. Hoje, o posto é ocupado por José Carlos Acevedo, que foi reconduzido à cadeira de chefe do executivo no úlitmo dia 10, com cerca de 23 mil votos. Ele é político influente na região. Desta vez, ele é o intendente, e Romero, pai de Mirna, é secretário. Romero é ex-intendente do município. Os dois já foram alvo de denúncias de enriquecimento às custas de superfaturamento de obras.

Rufando Bombo

Matéria anterior

Emanuel Pinheiro agradece a lealdade de Stopa, veja o vídeo

Próxima matéria

Pivetta volta a assumir o Governo por três dias neste domingo

[gs-fb-comments]