• 23 de outubro de 2019

Assembleia realiza Audiência Publica para discutir o fechamento de Delegacias no interior do Estado

A Comissão de Segurança Pública e Comunitária, através do presidente, deputado Elizeu Nascimento (DC), solicitou via requerimento, uma audiência pública que será realizada no dia 15 de março, às 9 horas, no auditório Milton Figueiredo, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

A audiência pública propõe debater o estudo realizado pelo governo do estado sobre a possibilidade do fechamento de aproximadamente 21 delegacias de Polícia Civil no interior de Mato Grosso.

O presidente da comissão convidou todos os prefeitos e vereadores das cidades do interior que podem ter as delegacias fechadas. “Não podemos deixar um assunto sério como esse passar em branco (sem discussão). Por esse motivo, solicitamos essa audiência. É um absurdo o que estão querendo fazer com a segurança pública. Fechar delegacias é regredir. Estamos passando por uma fase na política que busca atrasar o sistema de crescimento (do estado). Estamos à beira de um caos”, afirmou Nascimento.

Na semana passada, o governo anunciou o fechamento das unidades. Segundo o estado, as unidades que terão as atividades suspensas apresentam baixo índice de produtividade e registro de ocorrências policiais. A medida já havia sido cogitada pelo governador Mauro Mendes (DEM) para a redução de gastos.

Os 46 policiais que atuam nessas delegacias serão remanejados para reforçar unidades de cidades mais próximas, que passarão a atender a eventuais demandas das delegacias fechadas.

Serão desativadas as delegacias dos seguintes municípios:

  • Luciara
  • Novo Santo Antônio
  • Alto Paraguai
  • Nova Marilândia
  • Santo Afonso
  • Nova Lacerda
  • Bom Jesus do Araguaia
  • Ponte Branca
  • São José do Povo
  • Tesouro
  • Carlinda
  • Castanheira
  • União do Sul
  • Acorizal
  • Jangada
  • Nossa Senhora do Livramento

Rufando Bombo

Matéria anterior

Ação entre Amigos: Artistas organizam espetáculo em homenagem a André D’Lucca

Próxima matéria

Nota Cuiabana Premiada edição Especial dos 300 anos, vai pagar R$ 170 mil em prêmios

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *