• 19 de julho de 2019

Após críticas de Bolsonaro, Joaquim Levy pede demissão do BNDES

O GLOBO

Em carta enviada ao ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente do BNDES, Joaquim Levy, pediu demissão do cargo. “Solicitei ao ministro da Economia, Paulo Guedes, meu desligamento do BNDES. Minha expectativa é que ele aceda.  Agradeço ao ministro o convite para servir ao país e desejo sucesso nas reformas. Agradeço também, por oportuno, a lealdade, dedicação e determinação da minha diretoria”.

Na carta, Levy agradeceu especialmente aos inúmeros funcionários do BNDES, “que têm colaborado com energia e seriedade para transformar o banco, possibilitando que ele responda plenamente aos novos desafios do financiamento do desenvolvimento, atendendo às muitas necessidades da nossa população e confirmando sua vocação e longa tradição de excelência e responsabilidade”.

Com a demissão de Levy, o governo de Jair Bolsonaro já conta com 19 baixas no segundo escalão. Também foram afastados três ministros, sendo o mais recente, Carlos Alberto dos Santos Cruz, da Secretaria de Governo. Além dele, deixaram os cargos o titular da pasta de Educação, Ricardo Vélez Rodrigues, e Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral.

Críticas

Na tarde de sábado, o  presidente Jair Bolsonaro criticou e ameaçoudemitir Levy. Bolsonaro disse estar “por aqui” com o chefe do banco, que estaria “com a cabeça a prêmio”. No momento das declarações do presidente, Levy participava de um casamento, segundo informou o colunista do GLOBO Lauro Jardim .

FOTO REPRODUÇÃO

Rufando Bombo

Matéria anterior

Várzea Grande oferece serviços oftalmológicos e transporte exclusivo para pacientes

Próxima matéria

Zorra Total, da Globo, faz paródia com Moro e Dallagnol, e viraliza nas redes, VEJA O VIDE O

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *