• 13 de dezembro de 2019

Aleluia ; AL desiste de reforma de R$ 79 milhões

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso decidiu suspender uma Concorrência Pública realizada no ano passado que contratou uma empresa para promover a reforma e ampliação da atual sede, em Cuiabá. O Consórcio Planova-Via, que tem sede em São Paulo, havia sido o vencedor do certame com valor de R$ 79,647 milhões.

Em ofício encaminhado ao Tribunal de Contas do Estado no final de 2016, o Legislativo, que tem o deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) como presidente e Ondanir Bortolini “Nininho” (PSD) como primeiro-secretário, paralisou o processo por decisão administrativa. O conselheiro Valter Albano havia alertado que a Concorrência estava sendo realizada sem que os dados fossem incluídos no sistema Geo-Obras.

Além disto, um relatório da equipe técnica do TCE descobriu quatro irregularidades no edital do certame que gerariam um superfaturamento no palácio Dante de Oliveira. “Foram decobertas falhas na exigência de atestados de qualificação técnica das licitantes; irregularidades diversas no edital; deficiências no

projeto básico e sobrepreço decorrente dessas deficiências”, diz o parecer de Valter Albano da Silva publicado no Diário Oficial de Contas.

O conselheiro explica que iria analisar um pedido de liminar para suspender a licitação. Todavia, o Legislativo optou por suspender a licitação com falhas, o que “prejudica a análise do pleito cautelar do Ministério Público de Contas, uma vez que os fundamentos para a concessão da medida

acautelatória não mais subsistem”.

Apesar da desistência da obra milionária, a nova Mesa Diretora da Assembleia, que será presidida pelo deputado estadual Eduardo Botelho (PSB), poderá retomar a ideia de ampliação e reforma. Neste ano, o Legislativo terá um orçamento de R$ 514,663 milhões.

Rufando Bombo

Matéria anterior

Mais uma casa lotérica é assaltada em Cuiabá, cliente filmou toda a ação dos bandidos, veja

Próxima matéria

“Estou à disposição da Justiça”, diz Eike ao embarcar para o Brasil

Faça um comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *